Uma política transversal que transcende os números na sua avaliação – Um por todos, todos por um! Pela Ética e Cidadania!

Edward Lucio Vieira Borba

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de demonstrar o valor da avaliação qualitativa de políticas públicas que tem natureza transversal. Essas políticas transversais envolvem múltiplos atores e arranjos institucionais e demandam um olhar mais detido na sua trajetória para não frustrar boas políticas. Como estudo de caso apresentamos o programa “Um por todos, todos por um! Pela Ética e Cidadania”, do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União – CGU, que traz o tema da prevenção da corrupção para os bancos escolares em complexa trajetória que somente os números de resultados não seriam suficientes para determinar a continuidade da política pública.


Texto completo:

PDF

Referências


BOVENS, Mark; HART, Paul ’t; KUIPERS, Sanneke. “The Politics of Policy Evaluation” in: GOODIN et al. (Eds.). The Oxford Handbook of Public Policy. Oxford: Oxford University Press, 2006.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5º, no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Diário Oficial da União 2011; 18 nov.

CARVALHO, Jailton; GULLINO, Daniel. Corrupção é principal preocupação para 62% dos brasileiros, mas denúncias podem ser coadjuvantes, Brasília. Disponível em: https://oglobo.globo.com/brasil/corrupcao-principal-preocupacao-para-62-dos-brasileiros-mas-denuncias-podem-ser-coadjuvantes-22241432#ixzz5RDfzMydw Acesso em: 15 set. 2018.

CGU (2018), Relatório histórico do Programa Um por todos, todos por um. Pela Ética e Cidadania! - UPT Disponível em: http://www.cgu.gov.br/assuntos/controle-social/educacao-cidada/um-por-todos-e-todos-por-um-pela-etica-e-cidadania/arquivos/historico-programa-upt.docx Acesso em 8 nov. 2018.

HOWLETT, Michael; RAMESH, M; PERL, Anthony. Política Pública: seus ciclos e subsistemas: uma abordagem integral. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

KINGDON, John W. A model of agenda-setting, with applications. L. Rev. MSU-DCL, p. 331, 2001.

MARCONDES, Mariana Mazzini; SANDIM, Tatiana Lemos; DINIZ, Ana Paula Rodrigues. Transversalidade e Intersetorialidade: mapeamento do debate conceitual no cenário brasileiro. Administração Pública e Gestão Social, [S.l.], p. 22-33, jan. 2018. ISSN 2175-5787. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2018. doi:https://doi.org/10.21118/apgs.v10i1.1527.

MASUD, Harika et al. International Practices to Promote Budget Literacy: Key Findings and Lessons Learned. The World Bank, 2017.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Construção de indicadores qualitativos para avaliação de mudanças. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro, v. 33, supl. 1, p. 83-91, 2009. Disponível http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022009000500009&lng=en&nrm=iso. Acesso em 15/set. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022009000500009.

MUCCIARONI, G. The Garbage Can Model and the Study of the Policy-making Process. In: ARARAL JR., E.; FRITZEN, S.; HOWLETT, M.; RAMESH, M.; XUN, W. Routledge Handbook of Public Policy. New York: Routledge, 2013.

PIRES, Roberto; LOPEZ, F. G.; SILVA, F. S. E. Métodos Qualitativos de Avaliação e suas Contribuições para o Aprimoramento de Políticas Públicas. In: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. (Org.). Brasil em Desenvolvimento: Estado, planejamento e políticas públicas. 1ed.Brasília: IPEA, 2010, v. 3, p. 661-688.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Clique aqui para pesquisar os artigos por título.