A PARTICIPAÇÃO SOCIAL, POR MEIO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO, COMO ELEMENTO DE APERFEIÇOAMENTO DA GESTÃO PÚBLICA

Antonio Barros

Resumo


A Lei de Acesso à Informação inaugurou um novo paradigma nas relações entre Estado e sociedade no Brasil. Entretanto, o tempo exíguo que as instituições públicas tiveram para se adaptar indica que ferramentas de gestão possivelmente precisaram ser adotadas para promover as mudanças desejadas. Se o cumprimento da nova legislação é uma das condições necessárias ao desenvolvimento de um clima de confiança no governo e de percepção de valor público por parte dos cidadãos - o que promove um ambiente cada vez mais adequado à participação social -, torna-se indispensável o tratamento da questão relativa às “informações inexistentes”. Para tanto, será realizado um estudo sobre a atuação dos órgãos públicos para mitigar o problema entre os anos de 2012 e 2013, quais se destacaram positivamente e as hipóteses associadas ao desempenho. Por fim, um estudo de caso aprofunda a análise desse panorama e verifica se houve efetivos ganhos de gestão pela incorporação dos mecanismos utilizados.

Texto completo:

PDF

Referências


ARTIGO 19. Monitoramento da Lei de Acesso à Informação Pública em 2013. São Paulo: Artigo 19 América do Sul, 2014.

AVRITZER, Leonardo. Instituições participativas e desenho institucional: algumas considerações sobre a variação da participação no Brasil democrático. Opinião Pública, Campinas, v. 14, n. 1, jun. 2008.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011 (Lei de Acesso à Informação e Dados Públicos). Diário Oficial da União, Brasília, DF, Edição Extra, 18/11/2011. Seção I, p.1.

_________ Lei Complementar nº 101, de 04 de maio de 2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 05/05/200, Seção I, p.1.

_________ Lei Complementar nº 131, de 27 de maio de 2009 (Lei da Transparência). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18/05/2012, Seção I, p.2.

_________ Decreto nº 7.724, de 16 de maio de 2012. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Edição Extra, 16/05/2012.

_________ Controladoria-Geral da União. 1º Relatório sobre a Implementação da Lei nº 12.527/2011. Brasília: CGU, 2013.

DAMATTA, Roberto (coord.). Diagnóstico sobre valores, conhecimento e cultura de acesso à informação pública no Poder Executivo Federal Brasileiro (Sumário Executivo). Brasília: CGU, 2011.

ERIKSSON, Fredrik. Ética e transparência na Administração Pública. In: Seminário Brasil-Europa de prevenção da corrupção: textos de referência. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Gestão. Comissão Europeia. Brasília: MPOG, 2007.

MENDEL, Toby. Liberdade de informação: um estudo de direito comparado. 2.ed. Brasília: UNESCO, 2009.

MICHENER, Greg. Liberdade de Informação: uma Síntese dos Dilemas de Conformidade e suas Possíveis Soluções. In: Leis de Acesso à Informação: dilemas da implementação. Estudos em Liberdade de Informação. São Paulo: Artigo 19, 2011.

ONU. Relatório da UN Special Rapporteur on Freedom of Opinion and Expression, 28 de Janeiro de 1998, E/CN.4/1998/40.

PIRES, Roberto & VAZ, Alexander. Participação Social como Método de Governo? Um Mapeamento das “Interfaces Socioestatais” nos Programas Federais. Texto para Discussão nº 1707. Brasília: IPEA, 2012.

PNUD. Relatório do Desenvolvimento Humano 2002: Aprofundar a democracia num mundo fragmentado. Lisboa: Mensagem, 2002.

PRIETO-MARTÍN, Pedro. Participation Schemas: a tool to characterize collaborative participation. In: PDD2014, Contemporary difficulties and future prospects for Participatory and Deliberative Democracy, NewCastle, 9-11 July 2014.

SÁ e SILVA, F.; LOPEZ, F. G.; PIRES, R. Introdução: A Democracia no Desenvolvimento e o Desenvolvimento da Democracia. In: Estado, Instituições e Democracia: democracia. v.2. Brasília: IPEA, 2010. (Série Eixos Estratégicos do Desenvolvimento Brasileiro; Fortalecimento do Estado, das Instituições e da Democracia; Livro 9)


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Clique aqui para pesquisar os artigos por título.