Políticas Editoriais

Foco e Escopo

MISSÃO

A missão da Revista da CGU é difundir a pesquisa científica de elevada qualidade em temas afetos à Controladoria Aplicada ao Setor Público, mais especificamente nas áreas de Controle Interno, Correição, Transparência, Ouvidoria, Prevenção e Combate à Corrupção.

 

OBJETIVO

A Revista da CGU tem por objetivo publicar e difundir pesquisas teóricas ou empíricas originais, desenvolvidas por pesquisadores brasileiros ou estrangeiros, que representem contribuições relevantes para a evolução do conhecimento de controladoria no setor público.

 

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Todos os trabalhos submetidos à apreciação da Revista da CGU devem ser inéditos (nacional e internacionalmente). A revista segue as diretrizes da Comissão de Integridade de Pesquisa do CNPq (07/10/2011) e recomenda sua leitura atenta.

Todos os artigos submetidos são lidos pelo editor chefe ou pelos editores adjuntos, que examinam preliminarmente a adequação do trabalho à linha editorial da revista e poderão rejeitar artigos - de forma fundamentada - que não estejam próximos da fronteira teórico-empírica das temáticas públicas ou que não respeitam os princípios e diretrizes básicos de comunicação acadêmica responsável. Num segundo momento, dois avaliadores analisam o artigo em processo duplo-cego, fazem comentários e oferecem, quando relevantes, sugestões de melhoria. Esta etapa poderá envolver reavaliações contínuas, no intuito de reunir esforços para o aprimoramento dos trabalhos. Caso não haja consenso, o artigo será enviado para um terceiro avaliador. Depois de aprovado pelo corpo científico da revista, o artigo é submetido à edição, verificação bibliográfica, metodológica e de normas da ABNT e à revisão ortográfica e gramatical. A versão final é enviada ao autor principal para a sua aprovação formal antes de ser publicado, não sendo aceita qualquer modificação posterior. Após esta aprovação, o artigo segue para a impressão e a publicação eletrônica.

 

Periodicidade

A Revista da Controladoria-Geral da União foi instituída em dezembro de 2006, sendo que em julho de 2011 foi publicada uma edição especial. Após um período de 3 anos (2011 a 2014), a revista foi reativada em 2015 com possibilidade de submissão por quaisquer interessados nas áreas de: controle interno; correição; transparência; ouvidoria; participação social e combate à corrupção.

A Revista da CGU adota atualmente a modalidade de publicação continuada.

 

 

Política de Acesso Livre

A revista oferece acesso gratuito ao seu conteúdo.

Além disso, não são requeridas taxas para submissão de artigos.

Eventualmente conforme o interesse institucional da CGU, os autores podem ser convidados para apresentarem seus artigos ao seu respectico corpo técnico.

 

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Estrutura / Structure / Estructura


EQUIPE EDITORIAL / EDITORIAL TEAM / EQUIPO EDITORIAL

Dr. Temístocles Murilo de Oliveira Júnior, editor-chefe - UFRJ

Dr. Marcio Camargo Cunha Filho, editor-chefe adjunto - UnB

M. Sc. Flavio Rezende Dematté, editor - UniCEUB

Dra. Mariana Barbosa Cirne, editor - UnB

M. Sc. Vítor César Silva Xavier, editor - UnB

 

CONSELHO EDITORIAL / EDITORIAL BOARD / CONSEJO EDITORIAL

Dr. José Célio Silveira Andrade - UFBA

Dr. Marco Cepik - UFRGS

Dr. Saulo de Oliveira Pinto Coelho - UFG

Dr. Frederico Lustosa da Costa - UFF

Dr. Ivan Ricardo Gartner - UnB

Dr. Dawisson Elvécio Belém Lopes - UFMG

Dr. Rubens Pinto Lyra - UFPB

Dr. José Matias-Pereira - UnB

Dr. Andityas Soares de Moura Costa Matos - UFMG

Dr. Robert Gregory Michener - FGV

Dra. Cecília Olivieri - USP

Dr. Luciano da Ros - UFSC

Dr. César Augusto Tibúrcio Silva - UnB

Dra. Janaína Lima Penalva da Silva - UnB

Dr. Matthew M. Taylor – American University

Dra. Paula Veiga - Universidade de Coimbra

 

REVISORES GERAIS / REVIEWERS / REVISORES

M. Sc. Maria Fernanda Colaço Alves – Mestre em Ciência política pela Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França. Mestre em Administração pela UnB. Auditora Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União (CGU).

M. Sc. Pedro Duarte Blanco - Mestre em História e Literatura pela Columbia University. Consultor do Senado Federal.

M. Sc. Cláudia Maria de Freitas Chagas - Mestre em Direito pela Universidade de Brasília. Promotora de Justiça do Distrito Federal.

Dra. Izabela Moreira Corrêa - Doutora em Ciência Política pela London School of Economics and Political Science (LSE). Possui mestrado em Pesquisa em Ciência Política pela LSE.

Dra. Vanessa Rodrigues de Macedo - Doutora em ciência política pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IESP/Uerj). Coordenadora da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa.

Dra. Ana Júlia Possamai - Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Analista Pesquisador da Fundação de Economia e Estatística.

Dra. Érica Bezerra Queiroz Ribeiro - Doutorada em Direito pelo Centro Universitário de Brasília. Mestre em Ciência da Informação e bacharel em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Auditora Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União (CGU).

M. Sc. Marcus Vinicius Rossi da Rocha - Doutorando em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestre em Ciência Política e Bacharel em Ciências Sociais pela mesma universidade.

Dra. Raquel Lima Scalcon - Doutora em Direito Penal pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais - IBCCRIM e da Delegação Brasileira junto ao International Forum on Crime and Criminal Law in the Global Era (IFCCLGE).

 

REVISORES DUPLO CEGO / DOUBLE BLIND REVIEWERS / REVISORES DE DOBLE CIEGO

Adila Maria Taveira de Lima – Universidade Federal de Tocantins

Alzira Ester Angeli - Controladoria-Geral da União

Amauri Pezzuto Júnor – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Anderson Roberto Pires e Silva - Universidade Federal do Pará

Antonio Duarte de Lima Júnior - Controladoria-Geral da União

Bruno Dantas Faria Affonso – Universidade Federal Fluminense

Bruno Jorge Fagali - Universidade de São Paulo

Carlos Alexandre Nascimento Wanderley - Centro de Controle Interno da Marinha

Carlos Roberto Ruchiga Corrêa Filho - Controladoria-Geral da União

Cassio Mendes David de Souza - Controladoria-Geral da União

Christiano Braga de Castro Lopes - SENAC-AL

Cláudia Cappelli - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Cristiano Coimbra de Souza - Controladoria-Geral da União

Daniel Adriano Ortiz Soares - Serviço Social do Comércio

Danielle Costa de Moura - Controladoria-Geral da União

Demethrius Pereira Lucena de Oliveira – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

Dyleny Teixeira Alves Silva - Ministério do Esporte

Enzio Eichhorst de Mattos - Controladoria-Geral da União

Esdras Carlos de Santana – Marinha

Fábio Lopes Soares - FGV - Fundação Getúlio Vargas

Felipe Fernandes Ribeiro Maia – Milton Campos

Flávio Sérgio Rezende Nunes de Souza – Marinha do Brasil

Frederico Pinto de Souza - Secretaria de Estado de Controle e Transparência - ES

Fúlvio Eduardo Fonseca - Controladoria-Geral da União

Gabriel Aragão Wright - Controladoria-Geral da União

Gabriela Ohana Rocha Freire - UFPA

George Moura Colares - CGU

Gills Vilar-Lopes - Universidade Federal de Rondônia

Gilmara Mendes da Costa Borges - Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Gladstone Avelino Britto - Universidade Federal de Mato Grosso

Guilherme Siqueira Carvalho - Transparência Internacional

Heidi Caroline Lein - Fundação De Desenvolvimento Da Pesquisa – FUNDEP

Hugo Agra de Castro - UNB

Isolda Lins Ribeiro – Initia Via

Jacqueline Maria Cavalcante Silva - Controladoria Geral da União

Jane Aurelina Temóteo de Queiroz Elias - Ministério da Saúde

Joanir Fernando Rigo - Ordem dos Advogados do Brasil

João Guilherme de Souza Porto – Faculdades Arnaldo Janssen

Joeldson Ferreira Guedes - Universidade do Estado da Bahia

Jorge André Ferreira Lima- Controladoria Geral da União

José Antonio Gouvêa Galhardo - Controladoria-Geral da União

Juliana Oliveira Nascimento - Academia Brasileira de Direito Constitucional

Laura Letsch Soares - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Leonardo César Castro - Tribunal de Contas do município de São Paulo

Leonino Gomes Rocha - Controladoria-Geral da União

Li Chong Lee Bacelar de Castro - Controladoria-Geral da União

Liliane de Paiva Nascimento - Controladoria-Geral da União

Loiva Mara de Oliveira Machado - Universidade Federal do Pampa

Luciana Cristina Salles – Tribunal Regional Federal da 3a Região

Ludmila Melo Souza - Universidade de São Paulo

Luís Augusto Damasceno Melo - FURNAS S.A.

Luis Vicente Bernardi Pereira - FEAD

Luiz Medeiros de Araújo Neto - Universidade de Brasília

Luma Poletti Dutra - Rede Nacional de Observatórios de Imprensa

Maíra Luísa Milani de Lima - Controladoria-Geral da União

Márcia Lopes Rodrigues de Souza - Controladoria-Geral da União

Marcus Vinícius de Azevedo Braga - Controladoria-Geral da União

Maria Moro - Prefeitura Municipal de Uberlândia/MG

Mateus do Prado Utzig - Universidade de Brasília

Nilo Cruz Neto – Controladoria-Geral da União

Nyalle Barboza Matos - Prefeitura Municipal de Natal

Olavo Venturim Caldas - Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União

Orlando Vieira de Castro Júnior - Controladoria-Geral da União

Patrick Del Bosco de Sales – Marinha

Raimer Rodrigues Rezende - Controladoria-Geral da União

Renata Mendes de Araújo - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Ricardo Plácido Ribeiro - Controladoria-Geral da União

Rodrigo Piquet Saboia de Mello - Museu do Índio/Fundação Nacional do Índio

Rogério de Souza Farias - FUNAG

Romualdo Anselmo dos Santos - Controladoria-Geral da União

Ronaldo José Rêgo de Araújo - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Rossana Ingrid Jansen dos Santos - Tribunal de Contas do Maranhão

Simone Auxiliadora Borges Oliveira - Fundação Oswaldo Cruz

Simone Cristine Araújo Lopes - UFJF

Taiana Fortunato Araujo - Inmetro

Vladimir Pinto Coelho Feijó - IBMEC

Victor Godeiro de Medeiros Lima - Universidade Federal do Rio Grande do Norte

 

Ética de Publicação / Publication Ethics / Ética de Publicación

Revista da CGU se compromete com a garantia da ética e qualidade dos artigos publicados.

Espera-se de todas as partes envolvidas na publicação – autores, editores e revisores – o comportamento ético de acordo com os valores do campo científico.

Em particular,

Dos autores: autores devem apresentar uma discussão objetiva sobre o significado do trabalho de pesquisa, bem como detalhes suficientes e referências que permitam a replicação dos experimentos. Afirmações dotadas de fraude ou imprecisas constituem comportamento antiético e são inaceitáveis. Resenhas também devem ser objetivas, compreensivas e levar em conta o estado da arte de forma precisa. Os autores devem garantir que seu trabalho é inteiramente original, e que as citações de trabalhos de outros pares são adequadamente apresentadas. Plágio em todas as suas formas constitui comportamento antiético e é inaceitável. O autor responsável pela submissão deve garantir que há aceitação completa de todos os coautores sobre a versão final do artigo e de sua submissão para publicação.

Editores: editores devem avaliar manuscritos exclusivamente a partir de seu mérito acadêmico. Um editor não deve utilizar de informações não publicadas em sua própria pesquisa sem o consentimento expresso do autor. Editores devem tomar medidas razoáveis e responsivas no caso de reclamações em relação a um manuscrito submetido ou um artigo publicado.

Revisores: cada manuscrito recebido para avaliação deve ser tratado como documento confidencial. Informação privilegiada ou ideias obtidas por meio de peer review devem ser mantidas confidenciais e não podem ser utilizadas de forma a obter vantagem pessoal. Avaliações devem ser conduzidas de forma objetiva, e observações devem ser formuladas claramente com argumentos que às sustentem, de forma que os autores possam utiliza-las para aprimorar seus artigos. Se um revisor selecionado sentir-se não qualificado para realizar a avaliação ou souber que não poderá realiza-la deve comunicar prontamente ao editor. Avaliadores não devem aceitar analisar manuscritos com os quais eles possuam qualquer conflito de interesses resultado de relações competitivas, colaborativas, ou relações de outro caráter.

------------------------------------

The CGU journal  is committed to ensuring ethics in publication and quality of articles.

Conformance to standards of ethical behavior is therefore expected of all parties involved: Authors, Editors, and Reviewers.

 In particular,

Authors: Authors should present an objective discussion of the significance of research work as well as sufficient detail and references to permit others to replicate the experiments. Fraudulent or knowingly inaccurate statements constitute unethical behavior and are unacceptable. Review articles should also be objective, comprehensive, and portray accurate accounts of the state of the art. The authors should ensure that their work is entirely original and that, if the work and/or words of others have been used, this has been appropriately acknowledged. Plagiarism in all its forms constitutes unethical publishing behavior and is unacceptable. The corresponding author should ensure that there is a full consensus of all co-authors in approving the final version of the paper and its submission for publication.

Editors: Editors should evaluate manuscripts exclusively on the basis of their academic merit. An editor must not use unpublished information in the editor's own research without the express written consent of the author. Editors should take reasonable responsive measures when ethical complaints have been presented concerning a submitted manuscript or published paper.

Reviewers: Any manuscripts received for review must be treated as confidential documents. Privileged information or ideas obtained through peer review must be kept confidential and not used for personal advantage. Reviews should be conducted objectively, and observations should be formulated clearly with supporting arguments so that authors can use them for improving the paper. Any selected referee who feels unqualified to review the research reported in a manuscript or knows that its prompt review will be impossible should notify the editor and excuse himself from the review process. Reviewers should not consider manuscripts in which they have conflicts of interest resulting from competitive, collaborative, or other relationships or connections with any of the authors, companies, or institutions connected to the papers.